Baln. Piçarras )) Associação de Apoio a Autistas se reúne com secretariado e vice-prefeito



Associação fundada em novembro apresentou o plano de ação para 2021



Nesta quarta-feira (20), a equipe da Associação de Apoio aos Autistas de Balneário Piçarras (AMA) se reuniu com membros da Prefeitura para discutir sua atuação no município em parceria com a nova gestão pública. Entre os principais objetivos do grupo, estão elencados o diagnóstico, prevenção informação e a importância da oportunidade de tratamento, além da inclusão e qualidade de vida dos autistas.



A presidente da AMA, Adriana de Souza do Nascimento, discursou a respeito da importância de uma parceria com o governo municipal para colocar e prática uma programação para 2021. “Esse é um momento oportuno para ir ao encontro do que a está criando na cidade”, enfatiza. O encontro se iniciou às 8h no auditório da Prefeitura e teve duração de 1h30 minutos.



A AMA de Balneário Piçarras intenciona esclarecer informações sobre o espectro autista para a sociedade, atuar em conjunto com a saúde pública para melhorar a qualidade de vida e facilitar o diagnóstico precoce no município, que pode ser decisivo para a vida do autista. “É um cérebro que funciona diferente. São três classificações de acordo com a ajuda que ele precisa. Ele pode transitar no espectro. Um autista não atendido pode se tornar um adulto muito restrito”, destaca Adriana.



A associação planeja uma linha de programas que englobam saúde, defesa de direitos, educação, lazer e fortalecimento institucional. A AMA pretende ainda realizar visitas técnicas a associações mais desenvolvidas, como as localizadas em de Balneário Camboriú e Itajaí. O desenvolvimento de material de conscientização online e um projeto de lei para a semana de conscientização com atividades serão discutidos futuramente.



O vice-prefeito, Fabiano José Alves, é médico e intenciona iniciar uma participação ativa da AMA em concelhos municiais de saúde e assistência social. Posteriormente, a equipe multidisciplinar de desenvolvimento humano, ainda em formação, atuará para criar ações de desenvolvimento social do tema dentro da comunidade. A equipe de funcionários da saúde do município deve passar por orientação para atender os autistas. “Vai abrir portas para outras patologias. Quando se prepara uma equipe para o nível três (do espectro), a gente prepara para praticamente todas”, afirma o vice-prefeito.



Estiveram presentes a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Iria Quintino, o secretário de Fazenda, Anderson Damiani Mira, o secretário de Esportes, Ubiratan de Andrade Júnior, a secretária de Saúde, Gladys Brodesen, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Jorge Luiz Silva e o secretário de Administração, Marcelo Crivelatti.



AMA é composta por mães de autistas




A Associação de Apoio aos Autistas de Balneário Piçarras é uma causa coletiva criada e desenvolvida por mães de autistas. “Já me disseram que meu filho não tem cara de autista. Autista não tem cara. Essa criança vai ser um adulto amanhã no mercado de trabalho. Ele vai poder socializar, ter uma profissão. Temos que fazer com que entendam o que é o autismo”, comenta a vice-presidente, Simone Seifert Godoi Walter.



Em novembro, a associação lançou uma pesquisa online em suas redes sociais, onde recebeu 46 respostas da comunidade local. Entre os dados coletados, 17% não estuda (entre crianças e adultos), 65% está matriculado na rede municipal de ensino, 9% na rede privada, 2% na rede estadual e 7% na APAE.



Segundo dados do Centro de Controle de doenças e prevenção do governo dos EUA, há 1 autista a cada 54 pessoas, o que indica 440 autistas em Balneário Piçarras. Não há informações que comprovem o número local. Na APAE há 38 autistas, 48 na rede municipal de ensino e apenas 28 no Sistema Único de Saúde (SUS).